Pergunta e Respostas

Listamos abaixo as principais perguntas de pessoas que se mostram interessadas pelo trabalho missionário de curto prazo. Abaixo de cada uma oferecemos respostas objetivas. Caso tenha outra(s) pergunta(s), pedimos que escreva-nos especificando a sua dúvida, pois teremos grande prazer em ajudá-lo(a) encontrar respostas.

01. Qual é o processo de admissão para uma viagem

  • Leia atentamente todas as informações presentes em nossa página online;
  • Verifique de atende aos requisitos para uma viagem missionária do PSF;
  • Se sim, faça download dos Formulários que devem ser plenamente preenchidos. Em seguida, entregue-os pessoalmente ou envie-os via Correios para o endereço da PIPG;
  • Assim que seus documentos forem recebidos, você será notificado(a). E os seus dados serão avaliados pelo Conselho Missionário. Caso seja aprovado(a), será comunicado(a) imediatamente e orientado quanto ao processo de preparação para uma viagem missionária.

02. Em que áreas posso cooperar com esta missão?

  • Há várias áreas em que poderá cooperar: (a) Se a sua expectativa é participar de uma viagem de curto prazo em algum país na América do Sul, e é falante de espanhol, poderá exercer participação direta com o povo na evangelização e ação social, podendo dirigir reuniões, pregar, oferecer estudos bíblicos. (b) Se não se comunica adequadamente em espanhol, com tradução, poderá cooperar da mesma forma. E mesmo assim, poderá trabalhar na coordenação de equipe, logística geral, auxiliar na execução de uma tarefa, produção de materiais didáticos, carregamento de bíblias para áreas de difíceis acesso, etc.

03. Que proposta oferecem para o preparo da língua?

  • O PSF possui uma parceria com o FISK. Uma Escola experimente no Brasil e especializada em idiomas. Os candidatos(as) admitidos pela PSF terão oportunidade de receber preparo por esta conceituada Escola durante um semestre, isentos 100% do custo de ensino, pagando apenas o material. Esta oportunidade é válida apenas para residentes em Goiânia-GO.

04. Como é coordenado o trabalho missionário?

  • O grupo é subdividido em pequenas equipes, as mesmas são designadas para tarefas específicas durante o período da viagem, sob liderança de uma pessoa ou casal designado pelo coordenador operacional do PSF;
  • Todo trabalho é realizado em conjunto com a igreja receptora. Envolve os voluntários(as) do PSF e voluntários(as) locais(as), os quais são orientados(as) para acompanhar pastoralmente aqueles que forem alcançados, de acordo com suas condições reais, uma vez que os voluntários do PSF têm permanência curta no local.

05. Vivo em um Estado brasileiro que não é Goiás, posso participar?

  • Pode sim. O PSF poderá recebe-lo(a). Os requisitos são os mesmos, havendo certamente a necessidade de maior acompanhamento.

05. Vivo em um Estado brasileiro que não é Goiás, posso participar?

  • Pode sim. O PSF poderá recebe-lo(a). Os requisitos são os mesmos, havendo certamente a necessidade de maior acompanhamento.

06. Minha igreja não reconhece minha vocação. O que fazer?

  • Reconhecemos que o envio de missionários ao campo é dever da igreja local, sob a ação do Espírito Santo. Ela é insubstituível nesse processo; portanto, o PSF só poderá admiti-lo(la) se estiver em plena comunhão com sua igreja evangélica local;
  • É mais coerente a qualquer candidato(a) que deseja participar de uma iniciativa transcultural ter um claro testemunho de sevo(a) por parte da sua igreja local, e por ela ser enviado(a);
  • Se tem demonstrado genuína vocação e testemunho moral aprovado pela maioria dos membros da igreja local, e ainda assim sua liderança não esteja motivada pelas razões bíblicas, não difame ou crie grupos de confronto. Considere que: (a) o tempo da sua participação pode não ser este, (b) avalie se os motivos que ela apresenta não são dignos de serem conformados, (c) e, também, se deve omitir-se da sua vocação para atender motivos injustos, se não, busque orientação com outra liderança que compartilha da mesma consciência vocacional.

07. Qual é o orçamento previsto para uma viagem missionária através do PSF?

  • O orçamento de uma viagem missionária de curto prazo varia de acordo com o local de destino e planejamento de trabalho. Também pelas cotações cambiais;
  • Consulte o orçamento da viagem escolhida.

08. Quais sugestões podem auxiliar para o levantamento do meu sustento?

  • A sugestão que mais recomendamos por sua simplicidade e objetividade é: divida o valor do orçamento pelo número de meses antecedentes a viagem. Agora divida o valor encontrado por um mês por dez possíveis investidores;
  • Esta metodologia poderá ser adequada para a realidade de cada um. Ela também permite que a igreja local, sendo numerosa ou não, participe no sustento financeiro sem comprometer o orçamento local, por representar um valor pequeno que poderá ser doado uma vez ao mês, até a viagem;
  • Todos os investidores comprometidos devem ser cadastrados em uma agenda, bem como cada contribuição doada para, em caso de algum impedimento para realizar a viagem, ter condições de devolver integralmente as doações a cada investidor e/ou solicitar permissão para redirecioná-las àqueles candidatos(as) que não tenham conseguido completar o sustento pessoal.

09. Sou menor de 18 anos. Posso participar?

  • Por diversas razões, entre elas, instabilidades emocionais e imaturidade para lidar com relacionamentos interpessoais sob pressão, evitamos admitir candidatos(as) menores de 18 anos. Entretanto, em casos que julgarmos especiais, serão admitidos(as).

10. Quais documentos são requeridos de um(uma) candidato(a)?

  • Formulário de Candidato;
  • Formulário do Tutor Eclesiástico;
  • Termo de Responsabilidade;
  • Carteira de vacina (internacional) contra febre amarela;(Depende da REgião de destino)
  • Atestado médico para quem sofre alguma limitação especial de saúde.(Depende da REgião de destino)

11. Qual é o período da viagem?

  • Uma viagem missionária de curto prazo, através do PSF, tem duração de 20 dias, sempre no mês de julho.

12. Há algum um limite de vagas?

  • O número limite de vagas depende das necessidades de cada viagem;
  • Em média, o número de vagas poderá ser limitado a 15 pessoas.

13. Há alguma orientação disciplinar durante a viagem?

  • Há sim. Antes e durante o trabalho. Para conhecer parte da nossa orientação disciplinar, leia o Termo de Responsabilidades disponível em nossa página online.

14. Quais são os períodos anuais para inscrições e preparo?

  • O período de inscrições anual é entre os meses de outubro a janeiro;
  • O período de preparo anual é entre os meses de fevereiro a junho;
  • Realizamos uma reunião por mês, entre fevereiro e maio. No mês de junho, realizamos um retiro com a equipe para uma preparação mais prática e fortalecimento da comunhão.

15. É exigida alguma formação acadêmica em Teologia ou Missiologia?

  • Não. O PSF é um ministério dedicado fundamentalmente para leigos e estagiários em Teologia ou Missiologia, visando o seu maior despertamento para a obra missionária nacional ou transcultural, interesse pela preparação em algum Seminário e/ou Centro de formação missiológico, envolvimento com ministérios focalizados na evangelização através de suas igrejas locais, etc.

;